Oferta por tempo limitado!
online - As Crianças Salvarão o Mundo - sofrimento e esperança através das crianças em Dostoiévski e Camus

online - As Crianças Salvarão o Mundo - sofrimento e esperança através das crianças em Dostoiévski e Camus

Março e abril/24 online
  • Início das vendas 22/12/2023

6x R$ 52,80

R$ 280,00 à vista

Comprar agora
Adicionar cupom de desconto?

Sobre o Curso



“Mas vê, entretanto, as criancinhas, o que farei então com elas? Essa é a questão que eu não posso resolver. Repito pela centésima vez - as questões são inúmeras, mas peguei apenas as criancinhas, porque assim fica irrefutavelmente claro o que preciso dizer. Ouve: se todos devem sofrer para com seu sofrimento comprar a harmonia eterna, o que as crianças têm a ver com isso, podes fazer o favor de me dizer? É absolutamente incompreensível por que elas também teriam de sofrer e por que comprar essa harmonia com seus sofrimentos? Por que também serviram de material e estrumaram com sua própria vida a futura harmonia para não sei quem? A solidariedade entre os homens no pecado eu compreendo, compreendo a solidariedade também no castigo, mas não essa solidariedade com as criancinhas no pecado, e se a verdade está realmente em que elas são solidárias com os pais em todos os crimes dos pais, então, é claro, essa verdade não é deste mundo e eu não a compreendo. (Ivan, Os Irmãos Karamázov)



Este curso tem por objetivo apresentar a importância das crianças nas obras dos escritores Fiódor Dostoiévski e Albert Camus a partir do problema do mal entrevisto de modo diferente pelos dois autores. É sabido que a obra de Dostoiévski teve uma grande importância para Albert Camus, como se vê na adaptação teatral de Os Demônios e em criações literárias e filosóficas como a peça Os Justos e o ensaio O Homem Revoltado, por exemplo. A questão da infância e a centralidade de sua representação trágica nos dois autores é certamente um ponto de contato bastante forte entre suas obras e reflexões contemporâneas ainda urgentes.

Em Dostoiévski, o sofrimento de crianças que passam por humilhações, crueldades e perversões levando-as às vezes até a morte é um tema recorrente e ardoroso na obra do escritor russo, encontramos exemplos na personagem Néli de Humilhados e Ofendidos, na criança suicida e afogada no sonho de Svidrigáilov em Crime e Castigo. Em Lisa de O Eterno Marido, outra criança suicida em decorrência do ato hediondo de Stavróguin que o persegue como uma visão fantasmagórica no capítulo proibido de Os Demônios. No padecimento na doença de Iliúcha, filho do capitão Krassótkin em Os Irmãos Karamázov. Neste mesmo livro, as crianças sofredoras no capítulo “A Revolta” narrado por Ivan, como o simbólico bebê que chora desamparado no sonho de Dmitri e, por fim, a criança que tem seu pedido de ajuda desprezado e escarnecido pelo personagem de O Sonho de Um Homem Ridículo, entre outros exemplos.

Em Camus, a primeira referência e provavelmente a mais pungente é a descrição extremamente física da agonia e morte de um menino em A Peste. Toda essa passagem, absolutamente central na economia do livro, estabelece e afirma um diálogo direto com Os Irmão Karamázov. Mas observamos importância do tema já em seu trabalho de conclusão em filosofia, Metafísica Cristã e Neoplatonismo, que lança muito precocemente as bases de uma tradição filosófica que se desenvolverá em direção ao pensamento do midi. A questão do infanticídio é igualmente central em algumas de suas peças, como em O Mal-entendido, na adaptação de Requiem para uma Freira, de Faulkner e em Os Justos, em que todo o destino de ato revolucionário é colocado em questão diante da possibilidade do sacrifício da vida de duas crianças. É, por fim, mas sem esgotarmos as referências, um retorno à infância, à memória, ao país natal, que sustenta a narrativa inacabada de O Primeiro Homem.

Propomos que a imagem das crianças em suas obras possa ser vislumbrada ao mesmo tempo como uma imagem de um tipo outro de conhecimento da presença do homem diante da ideia de Deus – sobretudo em Dostoiévski - e da Natureza e sua corporeidade – especialmente em Camus. O sofrimento e a morte das crianças - reais e metafóricas - poderia ser a imagem do fim da esperança do conhecimento situada no meio do caminho entre a extrema imanência do mundo e dos conflitos sociais e a extrema transcendência. Esse duplo percurso da existência, ascendente e descendente, traduz-se como um problema nos textos dos dois autores ganhando configurações literárias diversas também através da figura da criança. Ela seria, assim, um ponto de intermediação possível, um “medium”, que passa pelo corpo - por todos os corpos - que sofre e chora, mas que também ri e brinca, no qual uma verdade possível da existência humana poderia ser encontrada antes da cisão entre a pura transcendência e o mundo da necessidade absoluta. Se este processo passa inevitavelmente pelo corpo, cabe ressaltar que o corpo das crianças, nestes autores, recebe uma atenção muito particular.

Nossa hipótese é que na imagem da criança existem, para os autores, a pureza e inocência, distante da noção tradicional de pecado original do cristianismo ocidental que, em grande medida, aponta para uma natureza corrompida infantil na herança adâmica. Este primeiro ponto nos encaminha para as reflexões mais sutis segundo as quais também existe na criança e através dela uma outra forma de conhecimento possível, de saber e esperança, sem a qual ou caminhamos inexoravelmente para o mal (o erro, o falso), seja ele a catástrofe coletiva ou o abismo existencial.


Tópicos do curso

Encontro 1 - 06/03 -A Revolta de Ivan Karamázov: o problema do mal e o sofrimento das crianças

Encontro 2 - 13/03 - Amor e Ressurreição: as crianças em Os Irmãos Karamázov

Encontro 3 - 20/03 - A imagem da criança em Camus

Encontro 4 - 27/03 - Um corpo no ponto médio da verdade

Encontro 5 - 03/04 - Síntese e conclusões


Bibliografia

Camus :

CAMUS, A. Métaphysique chrétienne et néoplatonisme

IDEM, O Exílio e o Reino

IDEM, O Mal-entendido

IDEM, Requiem para uma Freira

IDEM, A Peste

IDEM, O Primeiro Homem

IDEM, O Mito de Sísifo

IDEM, O Homem Revoltado

IDEM, Os Justos

 

BACHLER. L. « L’enfance, symbole de l’innocence ? », Spirale, vol. 104, no. 4, 2022, pp. 158-161.

BOVE, L. Albert Camus, de la transfiguration. Pour une expérimentation vitale de l’immanence, Paris, Publications de la Sorbonne, 2014.

DAVISON, Ray. Camus: the challenge of Dostoevsky. ExeterUniversity of Exeter Press, 1997.

FOREST, P.  “Albert Camus et l’infanticide.” Albert Camus contemporain. Ed. Dolorès Lyotard. Villeneuve d’Ascq, Presses Universitaires du Septentrion, 2009. 77-89.

MATSUMOTO, Y. « L’image de l’enfant chez Camus », Études camusiennes, vol. 10, 1994 : https://ir.lib.hiroshima-u.ac.jp/00024875.

Dostoiévski :

DOSTOIÉVSKI, F. Correspondências 1838-1880. Porto Alegre: 8Inverso, 2014.

DOSTOIÉVSKI, F. Os irmãos Karamázov. São Paulo: Editora 34, 2012 (3ª Edição) Vol 1. Vol 2.

BLANK, K. Dostoevsky´s dialetics and the problem of sin. Illinois: Northwest University Press. 2010.

CASSEDY, S. Dostoevsky´s Religion. California: Stanford University Press. 2005.

FRANK, J. Dostoiévski: o manto do profeta, 1871-1881. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2018.

PAREYSON, L. Dostoiévski: filosofia, romance e experiência religiosa. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2012.

TERRAS, V. A Karamazov companion, commentary on the genesis, language and style of Dostoevsky´s novel. Madison, Wisconsin: The University of Wisconsin Press, 1981.

Obras gerais referentes ao tema:

AGAMBEN, G. O reino e o jardim. São Paulo: n-1 edições, 2022. 

DELUMEAU, J. Sin and fear: the emergence of a western guilt culture. New York: St. Martin´s Press, 1990.

EAGLETON, T. Sobre o mal. São Paulo: Editora UNESP, 2022.


Sobre os professores


João Gomes é bacharel em História (PUC-SP) e mestre em História Social (Unesp). Passou um período de pouco mais quatro anos de pesquisas em História Medieval na França junto à l’Université de Paris-I La Sorbonne e da École Pratique des Hautes Études. Foi professor substituto na disciplina de História Medieval I na Unesp-Franca, professor especialista visitante na Unicamp onde tratou da “arqueologia histórica da multidão na Idade Média”. Ministrou cursos na PUC-SP, no CPF-SESC-SP (Centro de Pesquisa e Formação), na FESPSP (Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo) na Tapera Taperá, na Casa Tombada, no espaço Lux, na La Matrioska-uma escola de luta, no Razão Inadequada, no Atelier Paulista entre outros, onde tratou de temas como o da imagem impossível da multidão e de outros relativos aos desenvolvimentos teóricos atuais para a compreensão das imagens medievais, bem como de autores tais que Maurice Blanchot, Giorgio Agamben, Georges Didi-Huberman, Jacques Rancière, Albert Camus, Walter Benjamin etc. No MAM ministrou dois cursos simultâneos: Georges Didi-Huberman: anacronismo e abertura das imagens e Giorgio Agamben: arqueologia histórica e sociologia política. Ministrou um curso de tradução literária do francês sobre Blanchot e Perec e dois outros sobre a literatura francófona suíça e belga na Casa Guilherme de Almeida onde é responsável pela oficina de tradução de prosa literária francesa. É tradutor de Maurice Blanchot, Georges Bataille, Albert Camus, Jérôme Baschet e Michael Löwy. Possui publicações acadêmicas em periódicos e obras coletivas no Brasil e na França.


Thiago da Silva Prada, Doutorando e Mestre (2015) em Ciências Sociais (PUCSP), com pós em História e Filosofia Contemporânea (UMESP/2010), Pós em Sócio Psicologia (FESPSP/2011) e graduação em Psicologia (USM/2008), é professor, psicólogo e escritor.

Ministra palestras e cursos em diversos espaços culturais envolvendo Filosofia, Psicologia e Ciências Sociais, articulando Literatura e Cinema.

Busca atuar através da pesquisa multidisciplinar nos temas: sofrimento, subjetividades contemporâneas, tecnologias de poder, corpo e afetos, articulações entre literatura, cinema e ciências humanas.

Pesquisador - Colaborador do NEXIN (Núcleo de estudo psicossocial da dialética exclusão/inclusão) - PUCSP 

Publicou dois livros de poesias e um de minicontos e possui um canal no Youtube chamado Entre Deuses e Vermes.

Instagram: @pradathiago - Contato: entredeusesevermes@gmail.com


Como o curso (nos) acontece

quartas-feiras, dias 06, 13,20, 27/3 e 03/04 das 19h30 às 21h

100% online e ao vivo!

Se você não puder assistir a todos os encontros ao vivo, informamos que eles são gravados e disponibilizados aqui em nossa plataforma de estudos. Os participantes inscritos terão 3 meses de acesso às gravações e referências, além do certificado digital de 20h.


Investimento

R$ 280,00

IMPORTANTE: ao efetuar a sua inscrição, você receberá uma mensagem via e-mail com as principais informações do curso e, próximo a data de início do curso, a confirmação da formação da turma. 

 

Descontos especiais

10% para professores e educadores sociais

20% para estudantes e ex-estudantes de cursos livres d'A Casa Tombada

30% para estudantes e ex-estudantes de pós-graduações d'A Casa Tombada

Solicite o cupom de desconto  escrevendo para: acasanuvem@acasatombada.com

 

Processo seletivo para bolsa até 20/02/24

A Casa Tombada, como parte de suas ações para o enfrentamento às desigualdades históricas, ao racismo e às violências estruturais, oferece 1 bolsa integral de estudo para pessoas negras, indígenas, trans e com deficiência. Não é preciso fazer inscrição. Consulte os critérios do Processo Seletivo pelo link abaixo, 

Leia a carta de intenção: https://drive.google.com/file/d/1wkxXA18qQAqfcHeR4a8DrzJ25jRkK1BW/view?usp=drive_link

e Preencha o formulário de solicitação de bolsa: https://forms.gle/wn7dfZdMxHsZzEXh8

FAQ

Suporte da plataforma - dúvidas com relação a login, senha e funcionalidades

expand_more
Chame por Renata no Whatsapp de suporte - 19 97404-7783 Email: acasanuvem@acasatombada.com

Secretaria - pós-graduações

expand_more
Chame por Flávia no Whatsapp - 11 96362-7762 email: pos@acasatombada.com.br

Estude quando e onde quiser

online - As Crianças Salvarão o Mundo - sofrimento e esperança através das crianças em Dostoiévski e Camus

6x R$ 52,80

R$ 280,00 à vista


  • Início das vendas 22/12/2023
Comprar agora
Adicionar cupom de desconto?

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Política de Privacidade